Menu

Projeto Multicultural

"Nós que somos Solano Trindade"

R$50

O canto poético de Solano Trindade é, sobretudo, uma arte de resistência. Participante ativo da cultura negra no Brasil, entusiasta do maracatu e seguidor das raízes africanas, Solano deixou marcas na história cultural do país. Sua luta aparece sob diferentes formas: nos poemas que denunciaram a escravidão; na exaltação da cultura enraizada na África e que por aqui, às vezes, é ignorada;

a insistência em cantar o amor como um princípio de liberdade... Considerado nosso “poeta negro”, foi exemplo de força – sua obra clama por justiça. A história de Solano em defesa da cultura negra confirma esta súplica. Traz à tona a discussão sobre igualdade e liberdade em poemas repletos de musicalidade.

Vida, negritude, religião e amor – são os principais enfoques dessa antologia de poemas.

R$33

Píííí... Nos trilhos da velha estrada de ferro, um trem poético desabafa: Tem gente com fome / tem gente com fome / tem gente com fome... Não é uma fome só de comida: é também de diversão, de paz, de escola boa e para todos. É a fome de ter um país melhor. Um dos mais emocionantes textos de Solano Trindade, o nosso maior “poeta negro”, que dedicou sua arte para denunciar injustiças, sempre com muita coragem e esperança.

"Tem Gente com Fome" é um livro infantil com ilustrações de Cíntia Viana e Murilo silva. A estória descreve o percurso do trem da Leopoldina, no Rio de Janeiro, com trabalhadores voltando para suas casas com fome de comida, de afeto e de justiça.

R$35
Os versos de Solano Trindade cantam o amor e as injustiças que sofrem os negros desde a escravidão. Trazidos da África, não viram sua religião, sua língua e sua cultura serem respeitadas. Mas hoje a poesia diz a todos nós com emoção que há um novo mundo para se construir.

Livros - faça seu pedido

Verificação
informe os caracteres da imagem
Estamos em festa!

Temos esta força em nós e a corrente que nos une é invisível!

A força que nos une vem de dentro de cada um de nós porque acreditamos que existe o que fazer por um mundo melhor.

As palavras do poeta nos fortalecem, nos estimulam, nos fazem acreditar e não nos deixam esmorecer.

O poeta se foi? O que importa se suas palavras estão cada vez mais vivas em nós? Vamos celebrá-lo para que outros e mais outros possam acreditar que a justiça e a igualdade social dependem de tod@s e de cada um de nós!

Às vezes é bom parar e tomar consciência de quantos estão nesta corrente de pensamentos e qual a força que as palavras do poeta imprimem em nós.

 Estamos recebendo depoimentos emocionantes, por serem profundos e verdadeiros. Em breve estarão no ar. Aguardem!

Venham celebrar conosco, no Sarau da CasIlêOca, dia 27 de julho a partir das 16h00!
View this post on Instagram

Depoimento sobre Solano Trindade Ruth de Souza No vídeo de homenagem nossa estrelíssima Ruth de Souza e o poema "Tem gente com fome" coroando o dia do aniversário de nascimento de Solano Trindade, o poeta do povo. . "Nós que somos Solano Trindade"estamos em festa! . 27/07 16h Sarau da CasIlêOca "Nós que somos Solano Trindade" - toque de reunir e abraço no @museuafrobrasil Rua Perpétuo júnior, 178 - Santana Sp . Programação especial na web rádio CasIlêoca, edições em homenagem ao poeta e depoimentos tocantes de diversos artistas e intelectuais sobre o encontro com a obra de Solano, entremeados por outras obras de artistas inspirados por ele. De 20/07 a 27/07 em Casileoca.com . No dia 24/07, há 111 anos, nascia Francisco Solano Trindade em Recife, Pernambuco. Cresceu em meio às danças e às músicas folclóricas da região. Adulto, escreveu poesia e fundou a Frente Negra Pernambucana e o Centro de Cultura Afro-brasileiro – este com o objetivo de divulgar os artistas e os intelectuais negros. Publicou seu primeiro livro em 1944, chamado Poemas d’uma vida simples. Fundou, em 1950, o Teatro Popular Brasileiro com Margarida Trindade e Edson Carneiro. Conhecido como “poeta negro”, denunciou as injustiças sociais, principalmente contra o povo de raça negra. Morreu em 1974 no Rio de Janeiro. Para ouvir, curtir e compartilhar: Casileoca.com @casileoca #nósquesomossolanotrindade #casileocadecultura #casileoca #casilêoca #multicultural #multiculture #sarau #sampacity #sp #Brasil #culture2 #cultura #culturabrasileira #saraudacasileoca #solanotrindade #poesianegra #poesiabrasil #blackpoetry #solanotrindade #solanoventoforteafricano #poetabrasileiro #poetasbrasileiros

A post shared by CasIlêOca Multicultural (@casileoca) on

Rua Perpétuo Junior, 178 - Santana - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3735-9892 - E-mail: liberto.solanotrindade@gmail.com

Tenha também o seu site. É grátis!